Você sabe quais são os primeiros passos para tirar sua startup do papel?


 

O fenômeno startup tem ajudado a renovar mercados e a desafiar modelos tradicionais que já existem. Esse desafio tem atraído cada vez mais empreendedores, principalmente no Brasil. Existem no Brasil mais de 9 mil startups registradas e esse número continua a crescer.

O mercado brasileiro tem conquistado espaço nesse nicho. De acordo com uma pesquisa do Instituto Startup Genome (ISG), o Brasil é atualmente o 13º melhor ecossistema do mundo para startups.

Um outro fato que demonstra o potencial das startups em solo brasileiro é que, em 2018 o Brasil obteve os seus primeiros unicórnios, falamos sobre eles em Do zero ao bilhão: A história de alguns unicórnios brasileiros, mas basicamente, são startups que chegaram a 1 bilhão de dólares em avaliação de mercado, Nubank e 99 são bons exemplos.

Mas se você está pensando em aproveitar o bom momento para empreender, criando a sua startup, é preciso planejamento para ter sucesso. Pois, de acordo com pesquisas, 74% desses negócios fecham após cinco anos.

Então nesse Blog Leader, vamos te ajudar a tirar a sua startup do papel e para que ela não faça parte dessa estatística.

 

Por Matheus Azevedo

 

Uma boa ideia para resolver um problema

As tecnologias envolvidas, normalmente, nos processos das startups, podem acabar gerando a impressão de que esse tipo de negócio é construído a partir de ideias super tecnológicas. Isso não é bem o caso, as startups de sucesso oferecem soluções que, de fato, ajudam a resolver algum problema de forma inovadora.

De acordo com especialistas, para ser uma startup bem-sucedida no Brasil, ela deve buscar resolver ineficiências estruturais do país e de processos, com o objetivo de criar um novo modelo de negócios revolucionário.

Desta maneira então, para tirar a sua startup do papel, é necessário primeiramente, desenvolver uma boa ideia que, realmente terá aderência ao mercado por ajudar a resolver algum problema real da população.

 

Defina uma proposta de valor para sua startup

A proposta de valor vai te ajudar a definir o foco de seu negócio. Esse proposta, normalmente, é escrita em um formato de frase, com intenção de inspirar e que resume o objetivo geral de sua startup.

 

Crie uma persona para o seu negócio

A persona é um perfil semi-ficcional que representa o cliente ideal para o seu negócio. Ela é utilizada para que os empreendedores entendam, quem será o seu futuro consumidor, quais são as suas dificuldades e consigam definir com certeza, como a sua solução irá resolver os problemas desse público.

Para ser mais assertivo, essa persona deve levar em conta informações mais abrangentes do que, os tradicionais dados demográficos, deve também contar com detalhes comportamentais, motivacionais, sociais, as preocupações, os objetivos e desafios de todas essas pessoas.

 

Compreenda o mercado que irá atuar

Se você não conhece o seu mercado, dificilmente conseguirá obter sucesso com a sua startup. Antes de qualquer coisa, é preciso saber portanto, qual é o seu mercado de atuação, quem são os seus possíveis concorrentes, quais são as tendências, tamanho desse segmento, etc.

 

Validação de suas hipóteses

O segmento de mercado das startups é conhecido por sua agilidade. Se em empresas tradicionais a validação é feita em meses ou anos, com as startups isso deve ocorrer mais rapidamente, em contra partida, perdendo um pouco o timing para o lançamento de uma solução.

Nesse momento, é preciso encontrar o chamado Product Market Fit, que é basicamente, criar uma conexão entre a sua ideia de negócio e o seu cliente. Para que isso ocorra, será necessário ouvi-lo e responder, pelo menos, três perguntas principais, que são:

  • Quais são as dificuldades do seu cliente?
  • Quais os benefícios que sua proposta irá gerar a ele?
  • O que é necessário fazer para que isso aconteça?

Depois de conseguir as respostas para as suas perguntas, talvez você perceba que, a sua ideia ou proposta inicial não estava tão correta. Mas calma, isso não é ruim! Afinal, é melhor errar em um estagio de escopo inicial do que direto no mercado, não é verdade? Se for esse o caso, volte para o seu planejamento iniciar e reveja o que precisa ser feito para melhorar o seu projeto.

 

Crie o seu Produto Mínimo Viável (MVP)

O Produto Mínimo Viável (MVP), de maneira simplificada, é um protótipo que será utilizado para validar as hipóteses, que foram apresentadas no tópico anterior. Na verdade, esse MVP pode ser desenvolvido simultaneamente com o tópico anterior.

Também é recomendado nesse momento, definir qual será o seu modelo financeiro, isso é, como você vai ganhar dinheiro com a sua startup. Inclusive, o seu MVP já poderá ser uma solução monetizada, para que você teste também a viabilidade financeira do seu projeto.

 

Desenvolva o seu pitch

O pitch trata-se de uma breve apresentação, contendo normalmente, entre 3 e 5 minutos de duração, desenvolvida para despertar o interesse de um ouvinte por seu projeto.

Nesse momento, é importante deixar claro quais são os problemas que a sua startup deve resolver, o que te difere das demais startups, qual é o seu modelo de negócio, mercado, como foram os testes com seus usuários e como esse projeto irá gerar dinheiro.

 

Faça arrecadação de fundos

Para você ter certeza de que o seu negócio tem tudo para dar certo e para dar um impulso inicial, visando tirar o projeto do papel, você pode fazer uma arrecadação de fundos. Você pode buscar apoio de amigos, familiares e também pode buscar soluções online como o crowdfunding, apresentando a sua ideia na internet e buscando investidores interessados em seu projeto.

 

E com isso, finalizamos mais um artigo do Blog Leader. Esperamos que tenha gostado do conteúdo e que tenhamos te ajudado a, entender melhor sobre esse assunto.

Quer saber mais sobre assuntos relacionados?

Você precisa de ajuda para tirar a sua startup do papel? Entre em contato conosco.