Quais são os tipos de investimentos para startups?

Hoje para você investir em algo ou investirem em algum projeto seu, podemos encontrar alguns bons tipos de investimentos. Empresas como Nubank, Uber e Ifood, são bons exemplos de startups que, usaram alguns desses investimentos para se tornarem, as grandes empresas que são. Para quem está começando ou pensando em abrir uma startup, logo percebe que, existem diversas opções de investimentos, desde investimento-anjo, que é um dos modelos mais simples, até os mais completos, como o Venture Building. Ficou curioso em saber quais são e como funcionam? Está em busca do modelo ideal para a sua startup? Então no tema desse blog, vamos falar um pouco sobre alguns desses tipos de investimentos.   Por Matheus Azevedo   Aceleradoras As Aceleradoras são, um modelo moderno e com uma metodologia mais complexa de incubadoras de empresas. Para fazer parte de uma aceleradora, é necessário participar de um processo seletivo aberto, a mesma irá procurar por uma startup ou mais, a partir dessa seleção, ela montará um time para apoiá los, seja financeiramente, oferecendo treinamento, consultoria em vários setores e participações em eventos, que podem ocorrer em um período de até 8 meses. E é claro, em troca de todo esse apoio, as aceleradoras recebem uma participação nas ações da startup.   Bootstrapping O Bootstrapping no mercado das startups, é um modelo de investimento muito utilizado, geralmente é o primeiro passo de investimentos das startups. Que consiste em, basicamente, o empreendedor ou grupo de empreendedores, investirem com seu próprio capital, em seu empreendimento. A grande maioria das startups, começam com esse modelo, até conseguirem investimentos mais consistentes.   Capital Semente (Seed) Para as startups em ascensão que, lançaram um produto ou serviço no mercado, onde já conseguiram algum faturamento, mas que não estouraram ainda, o capital semente, também conhecido como Seed, é uma boa fonte de recursos. Esse tipo de investimento apoia as startups em fase de implementação e organização operacional. Os aportes financeiros auxiliam nos primeiros estágios, como capacitação gerencial e financeira da startup. O investimento seed pode ser feito tanto por, pessoas físicas quanto jurídicas.   Incubadoras As incubadoras é um modelo mais tradicional de investimentos, geralmente é o que as startups mais recorrem quando estão iniciando no mercado. Seu principal objetivo é a criação ou desenvolvimento de pequenas empresas, apoiando-as desde o início. O seu processo de incubação consiste em, criar um modelo de negócio para a startup, acesso a recursos intelectuais, como ensino superior, técnicas de apresentação, técnicas para gestão, entre outros.   Investimento-Anjo O investimento-anjo é o modelo mais simples e convencional, geralmente é o primeiro tipo de investimento, das startups em ascensão. Esse tipo de investimento consiste em, apoio de pessoas físicas, através de seu capital próprio. Tendo como objetivo, aplicar esse capital em startups com alto potencial de retorno futuro.  

Venture Building

O modelo venture building é uma mescla das incubadoras, aceleradoras e venture capital, sendo que além dessas características, fornece planejamento estratégico, captação de capital e pessoal e por último, mas não menos importante, uma estrutura física. O objetivo desse tipo de investimento, não é apenas criar um produto, mas sim construir um negócio, completo e sólido. Porém a participação acionária de uma venture builder, para uma grande startup, pode chegar a 80% na sua fase inicial.

  Venture Capital O venture capital é um modelo de investimento, com objetivo de apoiar startups através de, compra de ações da mesma, geralmente uma pequena parcela, para que por sua vez ter as suas ações valorizadas e posteriormente saída da operação. O risco dessa aposta em startups, com potencial de valorização, é alto e o retorno esperado, é igual ao risco que os investidores querem correr, ou seja, no mínimo um empate, entre investimento e retorno. Geralmente o valor desse investimento é maior do que de um Seed, chegando a milhões.   Esses são os tipos de investimentos mais comuns para startups, sabemos que é muita informação, e que temos vários modelos hoje, mas esperamos que tenha gostado do conteúdo e encontrado o modelo perfeito para a sua startup. Até o próximo Blog Leader. Quer saber mais sobre assuntos relacionados? Tem uma ideia e quer começar sua startup, mas não sabe como? Podemos te ajudar com isso, entre em contato conosco.
Investimentos
Startup

Confira também